quarta-feira, 30 de junho de 2010

é simplesmente enigmático ..


Estou carente de vontades, e não é de hoje. Eu queria me ter, buscar e me encontrar lá dentro, no fundo do meu ser. E quando achasse, eu poderia dar-me de presente a alguém que quisesse se dar da mesma forma. Dar-me a alguém que pensasse como eu pensava antes de eu me perder; que me ajudasse, mesmo sem motivos, mesmo com tudo nos seus devidos lugares, simplesmente alguém que junto a mim se equilibrasse. Mas, o problema está aqui, dentro de mim, corroendo-me contra a minha vontade. É enigmático, embaralha minhas palavras, adorna minhas verdades, deixando-me livre e tão perdida num mundo que um dia foi habitado, e que hoje só parece ser. Eu queria meus olhos antigos, aqueles que liam e capturavam imagens e davam conceitos diferentes pra cada uma delas. Cansei de enxergar o mesmo, de ver as pessoas com a mesma cara desembolsando daquele papo igual. Cansei simplesmente de ter dedos pra reclamar disso com as mesmas palavras de sempre. É, eu cansei de tudo. De mim, de você e dos outros.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Deixa que corra aquele sentimento bom que vem de dentro de ti. Mas se um dia chorar, saiba que existem pessoas que acreditam em ti. E olhe pra frente, pois há um futuro de luz esperando por nós. E aqui no presente lutamos com força de um vencedor. Veja a criança que brinca e fala tudo que sente. No seu coração a pureza que toca no fundo da gente. Deixa ser, que tudo ao natural vai acontecer, podes crer, o sopro da vida nunca vai morrer. Mesmo que o tempo trás, e o mundo faz, ficar tão longe. Se não podes compreender ao menos tente ver, o que se esconde atrás dos montes. Eu quero te dizer, quem fez o sol também fez você. Já é hora de pensar e não mais viver, só por viver. Eu quero te falar, quem fez o céu nos faz enxergar. E o que com olhos não se vê, mas com o coração se pode entender.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Tudo vai acabar bem ..




O mundo fica lento mas meu coração bate depressa nesse momento,
Sei que essa é a parte onde o fim começa.
É como se você fosse um balanço, e eu sou a criança que cai..


Congele-se esta noite e fique do meu lado mesmo que morra de frio, mesmo que isso não seja nem um terço dos sacrifícios da minha parte por você. Lembro-me de como o sangue corria em minhas veias e que hoje por elas apenas ele lentamente passa. Recordações de ponto de ebulição em minhas arterias, quando seus olhos abraçaram os meus há algum tempo atrás. Olhos que diferiram dos outros por invadir a imensidão da minha alma, enxergando o meu verdadeiro eu, ponto que jamais imaginei que alguém pudesse se encantar. O relógio girou diversas vezes e eu não pude ver, meus olhos se encontravam como no princípio, vazios. Uma paisagem limpa, sem nenhuma sombra diante daquele sol. Em minhas narinas uma suave essência desconhecida. Na imensidão do meu olhar, um grande buraco, aquele de sempre, mas que havia sido ocupado pelo brilho dos teus olhos de forma abundante, numa competição de luminosidade. Essa batalha ocular me deixou cega; cega a tudo, menos a você. Na minha imensidão perdida - que um dia foi resgatada por você -, estava lá, "eu" cada vez mais complexa, a cada dia diferente aos teus olhos por estar subitamente apaixonada. A minha complexidade havia se tornado em uma longa distância entre você e eu, que de tanto você correr no intuito de não me perder, só a fazia aumentar, a exigir, a cobrar pressa, a te cansar. Estou retratando minha cegueira nas linhas dessa carta. Cegueira que levou consigo meu sangue, esvaziou o meu intestino, me deixou aos ossos e destruiu todo aquele encanto que irradiavam teus olhos. Olhos que agora tentam me ver embaixo dessa mármore.

Adeus.

sábado, 26 de junho de 2010

até hoje ..


Como os animais ferozes por um certo lado, que invadem tua vida e destroem de alguma forma você. Esses animais são humanos e dessa espécie peguei um trauma. Então você apareceu. Eu me disfarcei como em todas as vezes faço, na intenção de transparecer que não era uma presa, até quando você fosse embora. Você permaneceu e me encarou, seus olhos não refletiam sede, raiva, aquele mal que o próprio animal tem e despercebe. Eu pensei: "uma armadilha?" Dei um passo atrás e perguntei como você havia chegado e parado ali. Tu disseste que aquele era seu mundo e que aquela pergunta era sua. Pensei sozinha: "meu disfarce é tão fajuto assim ao ponto de distinguir-me?" Eu disse que aquele era meu mundo também e que aquela pergunta era nossa. Lembrei dos teus olhos tempos depois com a cabeça baixa enquanto fazia perguntas das quais, as respostas jorravam pela boca sem nenhum disfarce. O tempo passou e vi que uma de suas 'garras' estava tentando segurar minha mão então eu a apertei de maneira leve, não me arranhavam e não havia peso algum, pelo contrário tocar em você me fazia leve. Permanecemos ali, enquanto o mundo havia parado, seu corpo refletia uma parte do meu que estava perdida num passado que já não mais conhecia, eu precisava ficar perto de você, só que me afastei e disse que precisava ficar sozinha. Você 'compreendeu' e me deixou só, mas disse que voltaria. Eu disse que quando voltaste que olhasse nos meus olhos. O disfarce impedia de sentir teu calor, só que era um frio quente quando você se aproximava. Você voltou e meu disfarce veio ao chão, visto por fora era uma atitude tão corajosa, mas diante dos meus olhos e dos teus era uma falha. Já não me importava a tua espécie e nem pra ti a minha. Me aproximei e suas garras ficaram presas no chão evitando descontar sua raiva naquele corpo, o meu. Uma dor enlaçou aquele coração que já não era mais coração, o que era mais provável aos outros animais que suas garras haviam meu peito dilacerado, mas não... era uma dor por ter te enganado e outra por ver você de costas ao ponto de ir embora. Quanto mais distante te avistava, maior era aquela dor, tão quantos gritos em meio do nada por estar morrendo. Então adormeci e quando acordei senti um peso leve em uma das mãos, não eram mais garras, eram suas mãos acompanhadas de uma voz que dizia que nunca me abandonaria e um olhar de preocupação. Em meu rosto um sorriso discreto veio a tona e você me abraçou. Aquele frio que sentia já não era mais frio enquanto você me abraçava, aquele pedaço meu perdido eu havia encontrado quando você me beijou. Você que morava nos meus sonhos e passou a viver na minha realidade. A partir daí então, o ponteiro do relógio passou a girar tão depressa, como um furação no meio de uma grande tempestade sem fim, que a cada despertar, eu via aquele mundo surreal se desmanchando. Mais uma vez eu despertei, meus braços se encontravam vazios, sua ausência ferindo meu peito e seu abandono transbordando um rio em meus olhos. Você se foi. Agora, estou a quebrar essas minhas asas, trocar esse traje branco pelo preto. A única luz no fim do túnel de alguém se apagou.

lembranças ..


Como todos os anos que se passam, deixam muitas lembranças. Momentos Alegres e Tristes, mais não importa com certeza momentos que servem para o aprendizado. Com os erros, você aprende. Você cresce, e vai amadurecendo. Conhece pessoas, que mesmo em pouco tempo, se tornam essenciais. E percebe que as coisas mais simples da vida são aquelas que fazem a diferença. Percebe que muitas vezes é preciso perder pra dar valor. Percebe que precisa ter responsabilidade. E se dedicar mais aos estudos para ser alguém na vida. Percebe que grandes amizades, não acaba com a distância. E que relacionamentos, precisa de confiança, amor, fidelidade, carinho, conversa, para ser duradouro e que mesmo com barreiras, você tem que lutar, para amanhã dizer: Eu Venci! Conhecem amigos virtuais que fazem a diferença, que se tornam especiais. E como diz a música, " é sempre amor, mesmo que mude’’. Percebe que mãe tem sempre razão, e só quer o seu bem. Percebe que aquela prima que você só brigava, é aquela que você pode contar sempre, e ela se torna sua melhor amiga. Percebe que seu verdadeiro pai é aquele que te cria, que te dá amor, e não aquele distante que nem liga para saber como você está. Percebe que o seu biológico, mesmo com tudo, nunca vai deixar de ser seu pai. Percebe que aquelas pessoas que tem muito, não são felizes, como as que têm tão pouco. Percebe que infelizmente há pessoas racistas, capaz de tentar destruir um amor tão bonito e intenso. E que infelizmente existem pessoas invejosas, capazes de tudo para destruir sua felicidade. E que aquelas que um dia você jurou que teria uma amizade pra sempre, não ta nem ai pra você, isso é o mais triste, porque você construiu uma historia com cada uma delas, mais que outra você pode ter certeza que existe uma amizade verdadeira e pra sempre. Percebe que é tão bom ouvir uma palavra de conforto e carinho de uma pessoa especial. Percebe que devem dar valor as pessoas e não para coisas materiais.
Percebe que não adianta a pessoa ser bonita por fora, ela precisa ser por dentro também. Percebe que às vezes nem tudo, pode dar certo, mais temos que lutar, pra olhar para trás e ver que aquele esforço valeu muita a pena. Percebe que chorar não é feio, às vezes é bom chorar e aliviar seu coração. Percebe que aquelas pessoas que são mais importantes pra você, estão ali pra te ajudar sempre que preciso. Um abraço, um carinho, um beijo, uma palavra, é sempre bom. E que mesmo que você esteja longe muitas pessoas lembram daqueles momentos que juntos passaram, e que para muitos, você faz a diferença, faz falta! Eu só tenho a agradecer por todas as pessoas que estão comigo nesse meu trajeto. E dizer que por cada pessoa, eu sinto um tipo de carinho. Outras que estão longe, mais que no coração estarão sempre por perto. Outras que são minhas estrelas, meus anjos, que sei que estão olhando por mim. Obrigado por tudo * .

sexta-feira, 25 de junho de 2010


Há noites em que adormeço com as lágrimas nos olhos, a pedir por momentos melhores, noites em que não me apetece escrever, não me apetece dormir, não me apetece respirar. Noites em que preciso somente que me dês a mão para que o resto do Mundo não me abale...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

eu queria ..

Eu queria ir além do sol, atravessar o azul do céu, mergulhar nas nuvens. Bater a cabeça em algum meteoro limpar meus comandos, limpar minha mente, zerar-me totalmente. Aterrissar em algum ponto, onde toque aquela música, fazendo todas as folhas das arvores, aquele vento que delineia seu corpo, dançarem na forma mais suave, na forma mais perfeita. Queria ser um papel em branco na mão de uma criança, pra ela desenhar e pintar, e dentro desse mundo viver.

se torna irracional agora

Umas melodias penetrando minha alma, gotas de chuva estão a cair no chão, pernas impacientes. Não sei se isso é vazio, acredito que cheguei a um ponto de não saber mais descrever as coisas, diferenciar cores, esquecer que estrelas no céu existem. Milhões de pessoas a dançar é como se formassem paredes obscuras,e eu não sei o caminho pra sair disso tudo, parece que realmente eu me perdi, onde dizem que aqui é onde me encontro. Esqueci de pedir socorro, só lembro que cheguei a um ponto de não saber mais descrever ou realizar ações. Um céu quebrado, coração no necrotério pedindo socorro no mais doce silêncio de formigas. Olhos abertos, procurando a saída desse sonho ou pesadelo, abrir ou fechar os olhos, se torna irracional agora, pernas imóveis, gotas a cair no chão com mais intesidade, melodia soando cada vem mais bem longe, olhos estão a adormecer.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Silêncio


prefira respostas ao invés de obviedades, o amor ao orgulho, a consciência ao preconceito ... prefira o real ao invés do perfeito, o silêncio ao desrespeito, o meio ao extremo.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Tudo na vida passa ..

tem dias que vamos dormi, com um aperto no coração, por ter deixado de fazer, falar, desejar, algo,e dias que dormirmos, tranqüilo, em paz, e com uma vontade imensa de deitar a cabeça e sonhar.Não podemos deixar que nossos sonhos sejam desejados, apenas enquanto dormirmos devemos ser movidos por ele, e não deixar que ele acabe, quando acordamos, levantamos da cama, e vamos para a nossa rotina.Não podemos nos limitar, devemos meter o "pé na jaca" sim, levantar de um tombo e tirar apenas as coisas boas, acredito que tudo na vida, vem de experiências, e que cada pessoa tem um pouco para nos ensinar, aprendi com uma em especial, abri meus olhos, aprendi a dar valor nas coisas mais simples, em um dia de sol, em uma lua, em uma tempestade, ou até mesmo nos meus avós, e o principal, nada é por acaso, ninguém entra em nossas vidas, por uma simples curiosidade, sempre nos deixam algo, levam algo, e acredito que essa é a razão da vida. Eu não acredito em inferno, nem em céu, e sim que onde estamos hoje, são caminhos onde nossos destinos nos traçam, para nos mostrar os dois lados das coisas.Por isso, faça de cada momento, único, cante, beba, ria, sorria, dance, se apaixone se decepcione, e APRENDA, por que acima de tudo, cada um tem uma missão, e precisamos fazer dela, a melhor possível!Não nos deixe que nos falem o que é certo, ou errado, cada uma tem uma versão da vida, e sabe o que nos faz feliz.Desejo errar muito ainda, e estar certa, mil vezes mais, desejo dar lições, receber e tirar minhas próprias conclusões.Para conquistar o que é verdadeiro, não precisamos cativar a todos, nem passar por cima de ninguém, acredito que as pessoas são mais que um "rostinho bonitinho" e que não precisam mostrar a bunda para conquistar o que querem!
tudo depende dos sonhos, por isso não se limite, não crie barreiras, e não abaixe a cabeça, ainda temos muito mais a viver, e muitas pessoas ainda vão entrar, sair, ou ficar para sempre, tudo na vida é apenas uma faze.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

difícil é definir amigo


'Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta. Amigo é mais que ombro amigo é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o alimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso. Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava. Amigo é aquele que te lê em cartas esperados ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos. Amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris. Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação: amigo é quem te ama "e ponto". É verdade e razão, sonho e sentimento.'

amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.

de dentro para fora ..


eu sou o disco que vc não quer mais ouvir.
Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós.

Clarice Lispector

domingo, 20 de junho de 2010

''Ainda é cedo amor,mal começaste a conhecer a vida,já anuncias a hora da partida,sem saber mesmo o rumo que irás tomar...
Ouça me bem amor,presta atenção,o mundo é um moinho vai triturar teus sonhos tão mesquinhos.Vai reduzir as ilusões a pó...
Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com teus pés" [...]

Cartola .

sexta-feira, 18 de junho de 2010

ganhar, perder , faz parte da vida

Hoje me deu vontade de escrever tudo o que eu andei sentindo nos últimos tempos. Cheguei a perder, ganhar, errar...Mais nunca desisti dos meus sonhos, das minhas vontades, do que eu sempre quis. Nas horas em que eu errei ou perdi eu com certeza aprendi coisas que eu jamais teria aprendido se não tivesse errado. Nas horas em que perdi, eu vi que o que se perdeu é porque não era pra ser meu, ou minha (caso de amizade). Nas horas em que ganhei, foram os momentos em que eu pensei "se eu ganhei, se eu tenho, é porque eu fiz por merecer”. E com tudo isso e com o tempo que se passou de várias coisas que aconteceu, aprendi o valor de uma amizade, ou até mesmo o valor de um amor.As amizades que eu perdi, hoje eu sei o porquê, não eram pra ser minhas, até mesmo porque hoje em dia as pessoas adoram dizer que são amigas pra conseguirem o que querem e depois simplesmente te deixar, até mesmo rir da sua cara, mais como dizem "deixa que a vida se encarregue de tudo", se elas voltarem é sinal de que eu às conquistei. Quanto aos "amores", hoje sim, eu sei o valor de um, a dor de não ter ou até mesmo o sofrimento de perder. Não sei quantas pessoas magoei, por não saber classificar o verdadeiro sentimento, depois de tanto errar, hoje eu sei a diferença entre amar, gostar, apaixonar, atração e seus derivados. Quantas vezes sem querer, amores passados vieram ao presente e eu pensando que poderia ser meu futuro, agora eu sei que não, que não eram pra ser, mais de dois que se tornaram presentes, um deles é o que mais mexe comigo, é o que julgo ser aquele único amor que temos em nossas vidas, e que eu não quero desistir, porque o eu sinto lá dentro é algo que nem em palavras eu conseguiria expressar, as vezes acho que é muito, muito amor, para alguém que não sente o mesmo, mais quem disse que tudo seria fácil?Se eu soubesse disso tudo antes, talvez tudo estaria bem melhor agora, mais eu acredito que o destino fez isso porque era assim que tinha que ser, eu digo, que aprendi de uma maneira não muito agradável tudo isso, mais não sei explicar o quanto é bom saber disso agora, e não depois. As vezes eu me arrependo de coisas que eu fiz, ou deixei de fazer, do que eu disse ou deixei de dizer por medo de não ser o certo, mais hoje eu me sinto capaz de falar sem medo de errar ou ouvir o que não quero, pois não quero ter a sensação de que algo foi em vão por palavras que nunca foram ditas ou algo que não foi feito.Eu sei que, tudo o que eu tenho tudo o que eu preciso minhas amizades hoje, eu posso dizer, são as mais sinceras que alguém poderia ter, mesmo com seus altos e baixos, mas o amor, que eu tenho hoje é a base de tudo o que eu sinto, e eu sei que com ele eu posso contar, me sinto viva e completa só de saber que eu tenho esse amor dentro de mim. Sem isso tudo eu não sei...Eu não sei se valeria à pena acordar, independente de tudo, tenho histórias construídas pedaço a pedaço, um muro...Um muro não, uma muralha que nada vai demolir acho que tudo o que eu vivi vai passar em minha mente como um trailer.

eu preciso dizer que ..

nem todas as palavras,musicas, poesias, historias, lendas, melodias, sinfonias; nem todos os livros, filmes, verbos; nem os mais altos montes e os maiores castelos; os planetas mais distantes e os corpos mais belos; nem os mais profundos mares, golfos, penínsulas e oceanos; nem qualquer amor que se construa em minutos, horas, semanas, meses e anos; nada, nunca podera explicar a grandeza da importancia que voce tem para mim. impossivel, inconfundivel, irremediavel, indiscreto, indireto, intimo, indagavel, intenso, inesquecivel amor, nada explica o que você se tornou pra mim. hoje, depois de tudo eu posso quero te dizer dizer que te amo e obrigada por tudo!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Será mesm que vale a pena?

Será mesmo que vale a pena?
Nunca saberemos a questão de 'valer a pena',
nunca teremos noção do quanto seria diferente, se não tivesse feito aquilo, dito aquilo, mostrado aquilo...
NUNCA saberemos se realmente estamos fazendo a coisa certa, afinal nem nós mesmo sabemos a verdade.
Criamos uma série de eventos em nossas mentes, no intuito de causar o melhoramento das nossas próprias vidas. Se isso é ruim ou bom pra mim, eu não sei; mas podemos nos ver com o cuidado para não nos prejudicar. E isso só prevalece para nós mesmos?
Vivendo num mundo onde você gira em torno de outras pessoas, estamos pensando sempre no melhor para as NOSSAS vidas, e é claro que eu não tiro razão alguma disso, mas pensando em conjunto, você tem colaborado com outras pessoas? Tem ajudado a quem precisa? Tem aceito todos os pontos de vista?
Nesse mundo de 'ninguém é de ninguém' vivemos em sociedade, não se esqueça que TUDO pode acontecer, nem você e nem eu sabemos o que vai acontecer amanhã, até mesmo daqui a 1 minuto.
Existem suas verdades e suas mentiras, mas amplie sua mente, ouça, e compreenda o que se passa no SEU mundo, tome conhecimento do que se passa na SUA familia, mostre o que realmente importa ao seus melhores amigos; porque sem isso, não existe o mundo, e nesse mundo de conflitos nós temos o poder de mover e muda-lo, todos querem vê-lo de forma diferente, mas não faz nada para que aconteça o que você mesmo quer.
Na minha concepção, acho que podemos ser solidários e ajudar uns aos outros, e nesse relógio inverso, o tempo esta passando e temos que lutar para isso; mas e você hoje, o que fez para mudar o mundo?

Talvez o medo seja parte da atração.


Algumas pessoas assistem filmes de terror. Mergulhamos em águas escuras. E no final do dia não é o que você prefere ouvir? Se você tem uma bebida, um amigo e 45 minutos, viagens calmas dão histórias chatas. Um pouco de calamidade, disso vale a pena falar.
O único lado bom da queda livre é dar, a quem nos ama, a chance de nos pegar no colo.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Eu nunca tive preferência...


De saber como ou quando as coisas acontecem. Isso já faz parte de mim de alguma maneira, procurar e saber. Claro que perdi muito tempo com certas coisas e doei pouco tempo para outras. Quando eu venho aqui, me sento na frente do computador e escrevo sobre mim, me sinto leve, porque tem horas que eu sinto que ninguém consegue me entender e isso eu ainda não sei se é bom ou ruim. As coisas andam bem ultimamente, claro que, não completas. Hoje em dia acredito em um bem maior dentro de todos nós, que esse bem maior é muito grande. Tão grande que domina. Não domina pelo simples fato de ser bem e sim de poder tornar todos nós em pessoas melhores.
Hoje, como todos os dias, me sentei ao lado de minha mãe e de meu pai, como de costume, na ponta da cama deles enquanto eles ficam deitados me observando falar. Hoje falei sobre coisas, que acho que meus pais jamais pensaram em escutar de mim hoje. Perguntei-lhes sobre a vida, sobre o coração, sobre a alma, sobre tudo relacionado a pessoas que temos ou não em nossas vidas. Meu pai, sempre muito inteligente e delicado, enrugou a face, como sempre faz e logo, senti a música tocar dentro de mim. Ele me disse que a única coisa em que acredita, é que todos nos somos iguais, caímos e levantamos e mesmo assim, vivemos. Já minha mãe, mulher maravilhosa e completamente centrada, acha que viver é apenas relativo, que todos nos somos mais do que representamos o que somos é uma fantasia de vidas passadas. Logo, me emocionei com as respostas dadas por eles e em seguida, me perguntaram o que eu acho do viver em si. Não demorei, logo disse ‘viver? Ultrapassa qualquer barreira do ser humano. Vivemos para completar algo na terra, algo que outros deixaram de fazer ou não fizeram direito e além de completar, deixar marcado o tamanho de nossa alma. ’ Meus pais choraram. Por um momento, achei que eles tinham se decepcionado, mas não, logo se levantaram e disseram ‘filha, é você que veio para nos completar. A sua missão você já fez você vive para apenas aprender agora. ‘ Nunca me senti tão grande, lembro-me bem, como se tivesse acontecido agora, a maneira em que meu corpo se arrepiou e gritou de felicidade. Então eu pensei: nós, seres humanos fazemos de tudo pra ter o que queremos, mas quase nunca nos damos conta que o tudo que fazemos, representa um nada. Provavelmente, se alguém estiver lendo isso aqui, não vai entender, mas se pararmos pra pensar no real e no verdadeiro, tudo gira apenas em torno de uma coisa: conquista. Todos nos queremos conquistar algo, seja um sonho ou um grande amor. Hoje mesmo, vendo os meus pais, eu me senti uma pessoa rica, pois tenho os pais mais valiosos do mundo (claro que todos nos temos os pais mais valiosos do mundo.), mas viver, viver para as pessoas que a gente ama isso sim é VIVER. E eu posso afirmar que eu VIVO e amo o modo que faço isso. AMO meus pais por eles simplesmente me amarem muito mais do que o normal, por acreditarem em mim e sempre sorrirem pra mim e me fazerem ganhar o MUNDO. Então VIVAM porque depois pode ser tarde...

terça-feira, 15 de junho de 2010

Eu tenho muitas coisas pra dizer e não tenho nada para falar.

Eu tenho muitas coisas pra dizer e não tenho nada para falar.
Pode-se parecer bem fácil, mas, com certeza, é um trabalho muito árduo.
Eu devo te pedir desculpas por não ser tão forte quanto a tua pessoa?
Eu pareço ser tão corajosa, tão ousada, tão forte, mas no fundo tu sabes que eu não passo de uma garota, um tanto quanto, infantil.
Infantilidade essa que se funde com a insegurança de te perder de vez. Eu não agüentaria, eu não suportaria.
Não tenho as manhas de distinguir tal sentimento. Mas pra quê distingui-lo? Eu sempre achei as coisas abstratas bem mais interessantes que as realistas, de real já basta o mundo.
Tentarei descrevê-lo somente, mas lembro que não faço questão de ser entendida, compreendida...talvez. É algo como duas xícaras culpa, 1 tonelada de dor e 300 kg(com 'k' minúsculo) de amor. Misture tudo e dê um nome para esse sentimento. Rendimento da receita: +/- 2 corações.
Eu tenho tanto a dizer e, realmente, não sei o que falar.[2]
Posso te afirmar certeiramente que está doendo mais em mim do que em ti. Minhas tardes parecem não ter mais fim, minha vida parece nem graça ter. Eu sabia que tu eras muito importante pra mim, mas não achava que fosse tanto a ponto de me deixar insone.
Meus dedos parecem criar vida própria em meio a este teclado a fome de letras é tanta que me faz esquecer da sede, da boca seca, da solidão no meio da multidão de sentimentos. Eles parecem um tradutor de pensamentos plagiados, de cicatrizeis feridas abertas provocadas por mim mesma.
Eu não sabia que eu também era tão importante pra ti, ou sabia mas não acreditava.
O computador suga minha convicção até a última gota, intensamente. Sei que isso não te fará regressar novamente, sei que nem lerás isso, também.
Agora, mais do que nunca eu sinto uma necessidade incontrolável de explodir...
Explodi. De repente, minha alma, em mil pedaços, é nuvem, quase-não-física, de tão pequenos que são (os pedaços). No entanto, encontro em meus bolsos pequenos pedaços de tecidos de tons acinzentados. Pequenos pedaços de minha alma reaparecem nos mais inusitados lugares. Passaram-se algumas horas e, de repente, vi-me guardando em um pote de cerâmica o último pedaço da minha alma que me faltava. Não há como saber se todos esses pedaços a mim pertenciam antes de explodir, mas o eles servem, encaixam-se uns nos outros. Podem ser seus, ou de qualquer outra pessoa. Mas me servem.
Como esporos de flores, pedaços de minha alma hoje ocupam os mais diversos lugares e faz-me sorrir saber que esses pedaços servem em alguém. Alguém que, como eu, também explodiu.
A nossa explosão poderia ter se causado por outro motivo, mas tu sabes que tu quiseste assim... Tu quem escolheu os nossos figurantes. Sim, eles são apenas figurantes. E tu bem sabes isso.
Chega de besteiras... Sei que os textos gigantes não te atraem, a não ser quando eu os leio.
Mas estamos distantes o suficiente, no momento, para tu poder me ouvir. Mas eu consigo sentir que tu ouve a minha voz gritar teu nome. Talvez não com o teu ouvido, mas com o teu coração.
Nós estamos partindo, por favor empeça.
Quando, com um passo, tu ficas dois passos mais distante, é porque ele também está indo embora.
É aí que tu começas a pensar nesses laços invisíveis que nos amarram uns aos outros. Que tamanho eles podem ter? Podem continuar apertados mesmo quando suas pontas já não mais ocupam o mesmo lugar? Sentes um fisgado nos pulsos quando abraças outro alguém?
Livra-te dos laços. Não falo de cortar. Podes desamarrá-los com o mesmo carinho que tiveste quando os tornaste apertados como braçadeiras. Lembra-te de que laços não são algemas.
Agora divide essa corda e presenteia quem tu quiseres com esses pedaços. Eles são pequenos o suficiente para não virarem nós? Perfeito.Não sei se esse texto te fará entende tudo o que eu esperava te dizer pessoalmente, todo aquele caminho que a gente sonha em traçar juntos cadê? Será que tudo aquilo que a gente planejava do nada ta indo embora ? só te peço uma coisa, se for isso mesmo que você deseja, se for ao meu lado viver, se for isso, por favor .. não deixe isso acaba, não falo só por mim e sim por você também, sabemos nós que o que eu mais quero é viver bem com você, é com você construir e realizar todos aqueles sonhos que juntos planejamos .. saiba que mais que tudo hoje eu posso te dizer, eu te amo com toda a certeza !

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Reflita, já é um bom começo ...



A não-violência e a covardia não combinam. Posso imaginar um homem armado até os dentes que no fundo é um covarde. A posse de armas insinua um elemento de medo, se não mesmo de covardia. Mas a verdadeira não-violência é uma impossibilidade sem a posse de um destemor inflexível. O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não.
Aprendi através da experiência amarga à suprema lição: controlar minha ira e torná-la como o calor que é convertido em energia. Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo.
Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome.
Cansei de ligar a televisão e só escutar tragédias.
Cansei de saber da falta de qualidade do ser humano consigo mesmo.
Que mundo é esse que hoje em dia nós vivemos?
Tenho certeza que se todos tivessem amor próprio,
o mundo não estaria tão perdido assim.

domingo, 13 de junho de 2010

Nada mais faz sentido ... não sinto mais aquela saudades exagerada, e que aquele "mel" todo, é nojento,pegajoso e doce demais!
Todo aquele desejo, aquela loucura,aquelas lágrimas,aquele desespero,aquela dor .. pra que? infantil demais! Sou uma besta mesmo pra cair naquela lábia de Don Juan iniciante . Talvez hoje eu seja bem mais amarga. Realista, eu diria. Perfeição é lenda! E tanto cavalheirismo, carinho e atenção, são características apenas dos príncipes de contos de fadas. Talvez eu ainda acredite na sinceridade, na fidelidade ... só não conheço nenhum ser evoluido o suficiente para aderir essas qualidades . Pior é que eu sempre soube de tudo . Sempre soube que um dia chegaria onde estou hoje. Ainda no início,todos te avisam ... alertam. Você não é a primeira e certamente, não será a última besta do mundo. Mania boba de fingir que acredita ... E eu que achava que havia sido especial.. hoje sei que apenas alimentei o ego daquela criatura por meses.
Outro defeito : pra que se importar com o que as pessoas acham/sentem por mim? Em pensar que deixei de conhecer pessoas, lugares ... deixei de viver momentos . Hoje parei para reler uns textos escritos há quase um ano atrás, foi uma surpresa pra mim, como eu era bobinha, acredita em tudo e em todos, e hoje? como mudei ...

" Não existe nada melhor do que você ouvir um te amo dá pessoa que faz seu mundo virar de ponta cabeças, onde existe só vocês dois e sempre um obstaculo, porque afinal ... aquilo que é facil demais não é algo que dura pra sempre "

sábado, 12 de junho de 2010


Um abraço, o bom dia, daqueles que fizeram nosso amor acender em chamas vermelhas .

É só mais um ano de irmandade,confiança, sempre de mãos dadas com o presente, de olho no futuro e sentindo aquele cheiro de passado se indo mais uma vez .

Tudo passa tão maravilhosamente,que é como se fosse aquele momento " até que a morte nos separe " , cada gesto é um detalhe,e cada demência cometida é só um fato para entendermos que errar é sinal de disciplina,aprender com eles é uma virtude.

Meus pais, e concretiza os de muitos,sempre me disseram que familia é o nosso braço direito,aquela que nos deu a educação e respeito que temos. Por isso eu digo que já briguei muito com a familia, a família já brigou entre si,mas na hora do tapa ninguém se habilita adiantar a mão.

Não quero planos pra 2010, quero o necessário para sobreviver entre o amor das pessoas que me rodeiam .. e isso obrigada, mas eu já tenho.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Reações .


Uau,tu andas conseguindo me ouvir ? Eu ando te fizendo que tu estas ficando diferente,talvez seja o tempo, olhe o que o tempo faz eu nem te conheço mais. Você anda por aí com seus olhares sínicos e nomeando suas mentiras em estrelas, e eu continuo aqui a admirar o céu a me perguntar porque as vezes eu não te tiro da cabeça . Minha indignação anda aumentando,como um tudo em geral. Ações, reações e tudo que possa não ser tão bom aos meus olhos!Coisas que eu deveria nem me meter, eu não me meto,mas as vezes me sinto mal. O que aconteceu? Tu que costumavas me proteger,agora me causa espanto,mas eu tenho uma coisa inexplicável por esse seu egoísmo perfeito.Então me diga,como tu tens se sentido hoje? Tu andas mudando, e por isso me perdeu,mas antes disso fará meu céu desmoronar, e de novo eu vou do inverno a primavera, rodarei as estações a procura de respostas sobre esse sentimento, sentimento que consome e que me faz esquecer de mim. Porque tu não vais embora? eu sinto falta dos teus abraços,carinho, teus olhares , porque de qualquer forma você tinha lá teus momentos. Eu ainda te pergunto porque não vais embora? Mais eu não aguento te ver indo .. me respondas,tu anda sentindo minha falta sabendo que a culpa é tua das minhas lágrimas serem como são? Tu andas sentindo de saber que eu correria mil milhas para ouvir você dizer meu nome está noite? De meu corpo? Teus olhos sentem falta de encontrar os meus naquela tarde? Me diga você .. e quando me responderes , esqueças que mudou,me diga com teu coração .. é só disso que eu preciso ..